WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia







setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
videos


POLÍTICA: Campanha do PSL baiano promove filiações

POR: VN

O Partido Social Liberal (PSL) promoveu neste sábado (17) uma grande campanha para a admissão de novos filiados. Na Bahia, o evento para ingressar na sigla foi realizado no Fiesta Bahia Hotel. Estiverem presentes a deputada federal e presidente do partido no estado, Dayane Pimentel, além do seu marido e secretário do Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel) de Salvador, Alberto Pimentel e os deputados estaduais Capitão Alden e Pastor Tom.

Segundo maior partido na Câmara dos Deputados, o PSL ainda tem grande resistência no Nordeste. Segundo levantamento feito pelo jornal Estadão, dos 151 deputados federais que representam as região, o partido tem apenas cinco, o equivalente a 3,3,% do total daqueles parlamentares – em todo o país, são 513 -, sem ter conquistado sequer um senador ou governador nos nove Estados.

“BAFAUÊ”: Internautas acusam Rodrigo Faro de humilhar Gaga de Ilhéus em pegadinha

POR: RD1

O “Hora do Faro” deste domingo (18) não agradou totalmente ao público. Isso porque muitos telespectadores acusaram Rodrigo Faro de ter humilhado Solange Damascena, conhecida como a Gaga de Ilhéus, em um quadro do dominical.

Longe da telinha desde o fim do “Pânico na Band”, Solange reapareceu na atração da Record em meio a uma pegadinha. Disfarçado de repórter de uma emissora de TV indiana, Faro fingiu que entrevistaria a cantora Lady Gaga.

Um espaço para entrevistas semelhante aos usados quando há coletivas internacionais foi montado, com direito a pôsteres da cantora norte-americana. Porém, ao chegar ao espaço, Faro deparou-se com Solange e fingiu descontrole.

Sem entender direito o que ocorria, e sendo vítima de várias grosserias de Faro, em sua interpretação, a humorista ficou assustada e, por várias vezes, chorou. A encenação terminou quando ele apresentou a identidade real e passou a entrevistá-la normalmente.

Entre os assuntos, Solange revelou estar passando dificuldades e que tem uma renda de R$ 400 mensais obtida com apresentações em circos. Faro chegou a reproduzir a gagueira dela em um dos momentos e também contou com a presença de Marcos Chiesa, o Bola do “Pânico”.

Ainda assim, não foram todos os que curtiram a pegadinha – no Twitter, as críticas prevaleceram. “Honestamente, me dá vontade de chorar ver o quanto ele está humilhando a Gaga de Ilhéus“, disparou uma internauta.

Isso é violência psicológica‘, classificou outro. “Dificuldades de fala não têm graça alguma, bicho“, argumentou mais um seguidor. “A mulher tá fazendo papel de palhaça falando palavras, ele corrigindo e a plateia gargalhando“, afirmou outra internauta.

Confira:

Tadiiinha! A Gaga de Ilhéus não está entendendo nada!

Vídeo incorporado

Veja outros Tweets de Record TV

Record TV

@recordtvoficial

Tadiiinha! A Gaga de Ilhéus não está entendendo nada!

thorpelucas@lucas_thorpe

vcs curtem humilhar a galera pra ter audiência né

Veja outros Tweets de thorpelucas

Record TV

@recordtvoficial

Tadiiinha! A Gaga de Ilhéus não está entendendo nada!

Vídeo incorporado

onde estão os abacates@Gabriel02863025

Totalmente sem graça

Veja outros Tweets de onde estão os abacates

monbebe ama monsta x (⋈).@imwthyu

mano tadinha da gaga no Rodrigo Faro:(

Veja outros Tweets de monbebe ama monsta x (⋈).

Marizinha, sente a Marizinha 🌙@maribeirov

Pleno 2019 rodrigo faro chamando a “Gaga de Ilhéus” pra ser chacotada no programa dele.
A mulher ta fazendo papel de palhaça falando palavras , ele corrigindo e a platéia gargalhando.

Veja outros Tweets de Marizinha, sente a Marizinha 🌙

Bonitinha mas ordinária@cezao_

Cheguei em casa minha mãe assistindo “Hora do Faro” e ele tava recebendo uma mulher conhecida como Gaga de Ilhéus. Ele entrevistando ela zoando com a gagueira dela pra caralho e a plateia tb. Dificuldades de fala não têm graça alguma bixo.

Veja outros Tweets de Bonitinha mas ordinária

Eliése®@EliBrodare

É serio que o Rodrigo Faro está claramente deixando a Gaga de Ilhéus nervosa so pra ela chorar e gaguejar mais no programa? Ta passando do limite ja pq ela chora de verdade.

Veja outros Tweets de Eliése®

andie 🗣@andiefalamesmo

😢 ai Faro! Poxa tadinha! Pára com isso! Tadinha da Gaga de Ilhéus! Isso é violência psicológica! Pára!!!!@RodrigoFaro @horadofaro

Veja outros Tweets de andie 🗣

ILHÉUS: NOTA PÚBLICA DO PP

Nota Pública Os Progressistas de Ilhéus, liderados pelo ex vice-prefeito Cacá permanecem coerentes com a posição política adotada, após as eleições municipais(2016), de oposição ao atual governo instalado na Prefeitura. E o faz consciente das suas responsabilidades com o presente e futuro dos ilheenses.

As periferias , morros e distritos estão abandonados. Em que pese a total e bem-vinda ajuda do governador Rui Costa, o atual prefeito não reune as condições essenciais para alavancar a cidade. A incompetência, irresponsabilidade e falta de liderança emperram os avanços. As poucas conquistas , a exemplo do Hospital Costa do Cacau, instalação do Assaí, licitação do Hospital materno infantil foram gestadas e/ou iniciadas no governo anterior. Em poucos meses será entregue a nova Ponte de acesso ao Pontal , resultado do apoio de muitos e principalmente da capacidade de articulação do então prefeito Jabes Ribeiro com os Governadores Wagner e Rui Costa.

Os Progressistas lembram grandes realizações que estão registradas na história de Ilhéus: O teatro municipal , Casa Jorge Amado , Bataclã, Biblioteca pública, Academia de Letras , Centro de Convenções, passarela do São Miguel, dezenas de escolas e equipamentos de saúde , SAC, mercado de artesanato , praças esportivas, programas ambientais (Maramata), resgate das festas populares, Viva o morro , programa habitacional (quase 4mil apartamentos do Minha Casa Minha Vida) e o maior programa de pavimentação e urbanização dos bairros e distritos de Ilhéus. Em parceria com a iniciativa privada, viabilizamos a implantação dos hipermercados Makro e o Atakadão/Atakarejo. As pesquisas de opinião (verdadeiras) atestam a enorme rejeição do atual prefeito em todos os segmentos da sociedade. A última grande pesquisa popular aconteceu nas eleições do final do ano passado.

Os ilheenses foram às urnas e consagraram Cacá com a maior votação entre todos os candidatos, ele foi o campeão de votos, impondo uma dura derrota ao prefeito Mário. A utilização escancarada da Prefeitura em favor da candidatura da mãe do prefeito não foi suficiente para barrar a indignação popular. Cacá continua trabalhando , lidera um grupo que desenvolve um grande programa focado na geração de renda e empregos. Cacá tem história, vida ética, humildade e acredita em uma Ilhéus mais próspera. Como vice-prefeito, provou a sua competência e liderança. Cacá está preparado para os novos desafios.

Comissão Executiva Municipal – PP

POLÍTICA: Bolsonaro sobre indicação para a PF: “Quem manda sou eu”

POR: TERRA

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 16, que “ficou sabendo” que quem assumirá a chefia da Polícia Federal no Rio de Janeiro será o chefe da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Silva Saraiva. A afirmação vem um dia depois de a PF divulgar que o superintendente da corporação em PernambucoCarlos Henrique Oliveira Sousa, é quem substituiria o chefe da PF no RioRicardo Saadi. A informação foi antecipada em reportagem doEstadão/Broadcast.

“O que eu fiquei sabendo… Se ele resolver mudar, vai ter que falar comigo. Quem manda sou eu… deixar bem claro”, afirmou Bolsonaro. “Eu dou liberdade para os ministros todos. Mas quem manda sou eu”, reforçou. “Está pré-acertado que seria lá o de Manaus“, afirmou, sem esclarecer a quem se referia.

Na quinta, Bolsonaro alegou “questões de produtividade” e “um sentimento” para tirar Saadi do comando da PF no Rio. Questionado se havia partido dele mesmo a decisão, Bolsonaro afirmou apenas que “não interessa o motivo”.

“Pergunta para o (ministro da Justiça, Sergio) Moro. Já estava há três, quatro meses para sair o cara de lá. Quando vão nomear alguém, falam comigo. Eu tenho poder de veto ou vou ser um presidente banana agora, cada um faz o que bem entende e tudo bem? Não.”

Bolsonaro também afirmou que Saadi “vai produzir melhor em outro lugar” e disse que não questionou a “falta de produtividade” do delegado. “Eu falei sobre produtividade e não falta de produtividade”, disse.

Ainda na quinta, o presidente falou sobre sua decisão ao comentar mudanças na Receita Federal. Na sexta, ele afirmou que se tiver que mudanças no órgão, fará.

PF respondeu a Bolsonaro

Polícia Federal afirmou, em nota divulgada na quinta, que a saída do delegado Ricardo Saadi da Superintendência do órgão no Estado do Rio de Janeiro não tem qualquer relação com desempenho. A PF informou que a mudança já vinha sendo planejada há alguns meses e o motivo principal é o desejo do superintendente atual de ir para Brasília, além de ser uma troca normal no cenário de um novo governo que assumiu. Não foi informado oficialmente que cargo ele ocuparia na capital federal.

A definição dos superintendentes regionais é de responsabilidade apenas do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. O órgão é vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, chefiado por Sergio Moro.

ILHÉUS: Defesa Civil alerta para fortes chuvas neste final de semana

A Defesa Civil emitiu um alerta de chuva intensa para o município nos próximos dias. A previsão é que o índice pluviométrico chegue a 50 milímetros nesta sexta-feira (16). O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) indica que até o domingo (18), a probabilidade de chuva na cidade possa chegar a 90%.

As áreas de instabilidade estão com o solo encharcado, o que pode ocasionar situações adversas, é o que informa Joandre Neres, coordenador da Defesa Civil no município. Segundo ele, as equipes estão de prontidão para ocorrência de situações emergenciais provocadas pelas fortes chuvas.

A previsão é que a chuva perca a intensidade a partir da terça-feira (20), com índice de cinco milímetros. O órgão orienta que na ocorrência de possíveis eventualidades, a população entre em contato através dos números (73) 98836-2753 ou (73) 98178-2255.

ILHÉUS: Prefeitura e Sindicato dos Servidores Públicos assinam acordo coletivo 2019

Foi assinado na manhã desta sexta-feira (16), o acordo coletivo entre a Prefeitura Municipal e o Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos de Ilhéus (Sinsepi). Além do prefeito Mário Alexandre, o ato contou com a presença do presidente do sindicato, Joaques Silva (Joca) e representantes sindicais da categoria.

Os avanços foram conquistados durante as reuniões da mesa de negociação pela atual Administração. Com a assinatura do acordo coletivo, pela terceira vez consecutiva, houve revisão geral anual que evitou perda inflacionária do salário do servidor municipal, acumulando ganhos de 13,36%, sendo 3,75% da campanha deste ano.

Durante o encontro, o chefe do Executivo ilheense lembrou aos representantes sindicais, as conquistas obtidas pela categoria, a exemplo dos reajustes no ticket alimentação nos últimos dois anos e sete meses do seu governo, o que resultou um ganho expressivo de 125% a mais sobre o valor creditado se comparado com a antiga gestão.

Na oportunidade, informou que já encaminhou à Câmara, projeto de lei que reconhece os servidores gerais, o ofício de salva-vidas. “O interesse do município é ver o servidor realizado, o que não se via antes, quando por quase cem dias, ficavam parados na porta da Prefeitura em greve de fome, esperando o prefeito atender”, lembrou o prefeito.

E completou. “O que representava no passado medo e perseguição, hoje, estou como um prefeito, reconhecido por dialogar em meu gabinete, como faço com vocês, os verdadeiros representantes dos servidores, por entender que o maior patrimônio de uma cidade é o servidor”.

Foi garantido no acordo o envio de Projeto de Lei para dar gratificações e auxilio proteção solar para os servidores que trabalham na varrição, além de assegurar melhorias no ambiente de trabalho, promovendo mais segurança e qualidade de vida aos servidores municipais.

Por sua vez, o presidente do Sinsepi, Joaques Silva (Joca) afirmou que “o município de Ilhéus tem um prefeito que realmente cumpre com suas obrigações como gestor, reconhece a importância do servidor e o ajuda. Foi um ano de vitória e ano que vem teremos mais vitórias para o servidor público municipal”.

A hora extra vai acabar? Vou trabalhar aos domingos? Tire dúvidas sobre a ‘minirreforma trabalhista’

POR: TERRA

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (13) a Medida Provisória (MP) 881, apelidada de “MP da Liberdade Econômica”. Enviada pelo governo ao Congresso em maio, o texto limita o poder de regulação do Estado, cria direitos e garantias para a atividade econômica e regula a atuação do Fisco. Mas também alterou algumas regras trabalhistas – e por isso, políticos de oposição passaram a chamar a proposta de “minirreforma trabalhista”.

O texto-base foi aprovado na noite de terça-feira por 345 votos a favor e 76 contrários. Na noite de quarta, os deputados concluíram a votação dos chamados destaques – que são sugestões de mudanças feitas pelos partidos. Todos os destaques foram rejeitados.

A redação final foi formatada pelo deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), o relator da MP. O texto aprovado é bem diferente do enviado inicialmente pelo governo – vários dispositivos considerados polêmicos foram retirados, e diversos outros foram incluídos. Goergen colocou em seu relatório, por exemplo, o texto da MP 876, sobre abertura e fechamento de empresas, que tinha perdido a validade em 11 de julho.

O texto aprovado traz mudanças em vários assuntos: regras sobre o uso de documentos digitais; o uso de fundos de investimentos; o fim de uma reserva financeira do governo chamada Fundo Soberano; a criação de um comitê para decidir questões tributárias, etc.

De acordo com Jerônimo Goergen, dados do próprio governo dizem que a medida tem potencial para permitir a criação de 3,7 milhões de empregos nos próximos dez anos.

“O que a nova lei faz é extinguir uma série de burocracias, reduzir o risco e a complicação para produzir no país. Um dos problemas do Brasil é que várias normas foram sendo criadas ao longo do tempo, que não deram certo. Aí, ao invés de acabar com o que não deu certo, cria-se mais uma regra nova em cima”, diz ele.

Já para o professor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), Flávio Roberto Batista, o saldo da nova lei é negativo, do ponto de vista de direitos trabalhistas.

A MP foi apresentada como um esforço para reduzir entraves burocráticos, mas inclui também mudanças importantes em direitos trabalhistas – como a limitação do trabalho aos domingos e o controle de ponto. No fim das contas, faz parecer que estes direitos também são meros entraves burocráticos, diz o professor, que é especialista em direito trabalhista e previdenciário.

“Você mistura questões burocráticas, como o sistema eSocial (de escrituração de obrigações trabalhistas e fiscais), com questões que não são burocráticas, que são direitos. O controle de ponto, por exemplo, não é uma mera burocracia, é a garantia de que a jornada vai ser observada e de que o trabalhador vai receber as horas extras dele”, diz Batista.

Mas afinal, o que muda para quem não é dono de empresa e nem pensa em abrir uma?

Para os trabalhadores, as principais mudanças estão relacionadas com a carteira de trabalho digital, jornadas aos domingos e o registro de ponto.

Você vai ser obrigado a trabalhar aos domingos? A hora extra vai acabar? Não vai mais existir aquela carteira de trabalho com a capa azul? Essas novas regras começam a valer quando?

A BBC News Brasil conversou com advogadas especializadas na área, além de Goergen e do professor da USP, para responder a estas dúvidas.

1) Eu terei de trabalhar aos domingos?

Não necessariamente seu patrão vai mudar sua escala de trabalho, mas saiba que isto agora é possível para qualquer categoria profissional.

Na prática, a MP estende para todos os setores da economia a regra que já existe hoje em algumas categorias profissionais (comerciantes, garçons, médicos e jornalistas, por exemplo). Estas pessoas já trabalham aos fins de semana algumas vezes por mês. Depois, o trabalho no fim de semana é compensado com uma folga em dias úteis (“dias de semana”).

A votação dos destaques foi concluída nesta quarta-feira (14). Todas as alterações foram rejeitadas
A votação dos destaques foi concluída nesta quarta-feira (14). Todas as alterações foram rejeitadas

Foto: Senado Federal / BBC News Brasil

“A nova regra determina que o chamado repouso semanal remunerado de 24 horas precisa ser aos domingos pelo menos uma vez a cada quatro semanas. Ou seja, pelo menos uma vez por mês a pessoa tem que folgar aos domingos”, diz a advogada trabalhista Cristina Buchignani, sócia do escritório Costa Tavares Paes Advogados.

“Quando a pessoa trabalhar aos domingos, ela pode receber uma folga durante a semana. Se isto não acontecer, ela ganha em dobro as horas trabalhadas no domingo”, explica a advogada. Ela acrescenta que essa decisão – sobre se haverá folga ou pagamento em dobro – compete ao empregador.

Além disso, a jornada de trabalho regulamentar no Brasil continua sendo de 44 horas semanais – a medida provisória não alterou esse ponto.

Salvo casos extraordinários, o trabalhador também tem direito de saber com antecedência quando terá de trabalhar aos domingos, diz Buchignani.

Segundo Flávio Roberto Batista, da USP, as regras sobre trabalho aos domingos foram sendo expandidas gradualmente, ao longo do tempo.

“O regramento da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho, de 1943) proibia o trabalho aos domingos, como regra, e abria exceção para os trabalhos que eram considerados indispensáveis. Era o caso de um hospital, ou de um forno industrial que não poderia ser apagado”, diz ele.

No começo dos anos 2000, uma mudança legal estendeu a possibilidade para os trabalhadores do comércio – neste caso, o trabalho não era “indispensável”, mas era conveniente para aquele tipo de atividade econômica.

“Agora, estenderam isso a todo e qualquer trabalhador. Coloca o empregado sob o arbítrio dos patrões, mesmo em situações nas quais o trabalho aos domingos não seja importante do ponto de vista do negócio (como é no comércio)”, critica ele.

2) A marcação de ponto e as horas extras vão deixar de existir?

Não. Tanto a marcação de ponto quanto as horas extras continuam existindo. Apenas as regras para a marcação do ponto vão mudar.

MP foi aprovada em regime de urgência na Câmara (foto). Agora, precisa passar pelo Senado até o dia 27 de agosto
MP foi aprovada em regime de urgência na Câmara (foto). Agora, precisa passar pelo Senado até o dia 27 de agosto

Foto: Agência Câmara / BBC News Brasil

Antes da MP, só empresas com menos de dez empregados estavam liberadas de registrar o ponto dos empregados, seja com um relógio de ponto (eletrônico) ou com uma folha de ponto. Agora, este limite foi ampliado: empresas com até 20 empregados estão desobrigadas de registrar o ponto.

Além disso, a MP criou o chamado “ponto por exceção”. Nessa modalidade, o trabalhador não precisa mais registrar o ponto todos os dias.

“Ele só fará isso quando trabalhar além da sua jornada normal, ou em dias fora de sua escala, por exemplo, para fins de recebimento de suas horas extras. Anoto o que é exceção, o que foge da minha jornada normal”, diz a advogada trabalhista Bárbara Anacleto, coordenadora da área trabalhista do escritório Nelson Wilians & Advogados Associados.

O “ponto por exceção” poderá ser usado quando for acordado em convenção coletiva (pactuado pelos sindicatos dos trabalhadores e dos patrões de determinada categoria numa região), por acordo coletivo (em cada empresa) ou até por um acordo individual do trabalhador com sua empresa.

“Mas esse acordo individual não poderá ser arbitrário, nem da parte do trabalhador, nem do patrão. Se você quiser fazer dessa forma, terá que fazer com que seu empregador concorde com você, e então formalizar por escrito”, diz a advogada Cristina Buchignani.

3) A carteira de trabalho azul vai deixar de existir?

Gradualmente, sim.

Alguns pontos da MP - como o formato da nova carteira eletrônica - ainda dependem do Ministério da Economia
Alguns pontos da MP – como o formato da nova carteira eletrônica – ainda dependem do Ministério da Economia

Foto: Agência Brasil / BBC News Brasil

A medida provisória determina que novas carteiras de trabalho sejam emitidas pelo Ministério da Economia “preferencialmente em meio eletrônico”. A carteira em papel será exceção, mas nada muda, a princípio, para quem já tem a carteira azul.

A solução tecnológica ainda precisa ser elaborada pelo Ministério da Economia (que absorveu o antigo Ministério do Trabalho), mas sabe-se que a nova carteira de trabalho eletrônica estará vinculada ao CPF da pessoa. O formato deve ser parecido com o que já existe para a carteira de motorista (a Carteira Nacional de Habilitação) online.

4) Quando as novas regras passam a valer?

Na verdade, a MP já entrou em vigor na data em que foi editada pelo Palácio do Planalto, no dia 1º de maio de 2019.

Na prática, governo e empresas estão esperando a aprovação no Senado e a sanção de Jair Bolsonaro para efetivar as mudanças.

Mas atenção: o texto que está em vigor por enquanto é o editado originalmente pelo governo, e não o relatório de Goergen. As novas regras, tais como propostas pelo deputado do PP gaúcho, só entrarão em vigor depois que a medida provisória for aprovada pelo Senado e sancionada por Bolsonaro.

Depois de aprovada no Senado, a MP ainda passará pela sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro
Depois de aprovada no Senado, a MP ainda passará pela sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro

Foto: Governo Transição / BBC News Brasil

O Senado tem até o dia 27 de agosto para aprovar a MP. Caso contrário, ela perde a validade. Se aprovada pelos senadores, a MP passa a ser chamada de Projeto de Lei de Conversão (PLV), e segue para a sanção (ou veto) do presidente da República.

“O próprio texto da Medida Provisória diz que várias coisas dependem de regulamentação, especialmente quando há a necessidade de criar estruturas (como o comitê de normas tributárias) ou definir procedimentos (caso da carteira de trabalho digital). Por isso mesmo depois que a nova lei for sancionada e entrar em vigor, ela ainda vai levar um tempo para produzir seus efeitos”, diz Jerônimo Goergen à BBC News Brasil.

“O que eu percebo é que o governo já está se estruturando para fazer de forma rápida essa regulamentação, uma vez que a MP seja aprovada”, diz o deputado.

ILHÉUS: EX- VICE PREFEITO, CACÁ COLHÕES, DEVOTO DE NOSSA SENHORA DA VITÓRIA, PARTICIPOU DE HOMENAGEM Á PADROEIRA DA CIDADE

Hoje pela manhã o ex-prefeito de Ilhéus, Cacá Colchões participou da missa e procissão em homenagem a Nossa Senhora da Vitória. A celebração aconteceu no bairro que leva o mesmo nome da Santa e hoje completa 33 anos de fundação. “ Todo ano venho prestigiar esse evento que é feito com muito carinho e dedicação”, enfatizou Cacá.

No período da tarde, Cacá participou da procissão realizada na Igreja da Vitória no bairro Teresópolis. “ É lindo de vê a devoção das pessoas. Mesmo com essa chuva, que não passa, todos estão aqui caminhando e andando com fé”, ressaltou Cacá.

ILHÉUS: NUSAT e atenção básica iniciam planejamento de ações na área do Porto Sul

 

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), através do Núcleo de Saúde do Trabalhador (NUSAT) e Departamento de Atenção Básica (DAB), setores da Prefeitura de Ilhéus, se reuniram na tarde da última terça-feira (13), a fim de realizar um diagnóstico situacional da assistência à saúde existente no território onde será construído o Porto Sul. Serão avaliados, inicialmente, as coberturas da Estratégia de Saúde da Família (ESF) na região de Aritaguá, Sambaituba, Vila Juerana e Ponta da Tulha.

Essas avaliações ocorrerão por meio de levantamento, atualização e cadastramento de novas famílias. A iniciativa conta com a participação dos Agentes Comunitários de Saúde. A sanitarista Quézia Santana explicou a importância da coesão dos diversos setores da Sesau, no sentido de conhecer a realidade atual da área, suas dificuldades e potencialidades. O intuído, segundo ela, elaborar um planejamento conjunto capaz de atender, de forma oportuna e eficaz, as demandas provenientes da construção do Porto.

Empreendimento – O Porto Sul tem investimento total previsto de R$2,7 bilhões e será construído na localidade de Aritaguá, no litoral norte de Ilhéus. Pelo porto será escoado, principalmente, o minério de ferro extraído pela Bahia Mineração no município de Caetité. A previsão é que cerca de 20 milhões de toneladas ao ano de minério de ferro de alta qualidade sejam escoados pelo prazo de até 30 anos. A ferrovia terá capacidade para transporte 60 milhões de toneladas por ano.

Dados – Segundo a Bahia Mineração (BAMIN), uma das empresas responsáveis pelo início da construção do empreendimento no segundo semestre deste ano, o serviço de implantação do Porto Sul vai gerar inicialmente 500 empregos, e no pico de obras, esse número crescerá para até 2.500 postos de trabalho.  Quando entrar em operação efetivamente, daqui há alguns anos, serão entre 600 e 700 postos de trabalho diretos e centenas de outros indiretos.

De acordo com a Prefeitura, as ações de prevenção e proteção da saúde dos trabalhadores contarão com capacitações e oficinas de mobilização e atualização dos profissionais de saúde, que atuam na Rede Municipal de Atenção à Saúde do Trabalhador, a fim de garantir qualificação através da prática das equipes nos seus respectivos territórios de abrangência.

ILHÉUS: PEDRAS QUE SERÃO REUTILIZADAS NO SÃO DOMINGOS E SAPETINGA TEM LICENÇA AMBIENTAL ASSINADA

De longe já se vê os avanços da nova ponte de Ilhéus – a primeira estaiada da Bahia, que irá ligar o centro urbano à zona sul da cidade. O Governo do Estado quer inaugurá-la em fevereiro de 2020, mas até lá, outros assuntos compõem a agenda dos governos, a exemplo das licenças ambientais, tratadas na segunda-feira (12), entre o prefeito Mário Alexandre com os representantes da OAS. Na oportunidade assinaram a licença ambiental para a reutilização das pedras usadas na obra.

“Trazer resultados positivos implica também em poder proporcionar ao povo maior mobilidade e ampliação da trafegabilidade na cidade. Desde que assumi o Centro Administrativo, assumi também os problemas do município, a fim de promover soluções que aos poucos chegam à população”, argumentou o chefe do Executivo ilheense ressaltando, inclusive, a importância do trabalho realizado em parceria com as secretarias municipais.

Enrocamento – A superintendente de Meio Ambiente, Joélia Sampaio disse que esta licença ambiental trata do enrocamento composto por pedras com destino à Enseada Sapetinga (Pontal), além de São Domingos e um trecho do São Miguel, localizados na zona norte da cidade. “Essas pedras estão como condicionantes da obra. O São Miguel foi contemplado, porém, requer um estudo mais específico. Estamos com os orçamentos para os estudos de requalificação”.

Joélia detalha ainda que nos próximos dias deve ser feito um estudo de adequação e requalificação dos espigões. “A partir deste documento poderá ser feito a execução da forma mais adequada possível e que atenda melhor a comunidade residente. Vale ressaltar que essa responsabilidade não é do município, porém, o prefeito quer evitar que a comunidade sofra qualquer transtorno, e por isso, estamos fazendo o que é possível para executar os serviços da melhor forma possível.

Por sua vez, o secretário municipal de Infraestrutura e Defesa Civil, Átila Docio informou que com o enrocamento, o município planeja realizar algumas ações, entre elas, “o uso de 53 mil metros cúbicos de terra para fazer a base do novo estacionamento que será implantado na Avenida Soares Lopes, melhoraria do acesso de alguns bairros como Nossa Senhora da Vitória, além de aproveitar máquinas para realizar melhorias pontuais em estradas vicinais e requalificação dos pavimentos em zonas periféricas do município”.









web