WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia







setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
videos


:: ‘_destaque2’

Esporte: Arena Fonte Nova irá sediar jogos do Vitória

Por: BNews

O governador do estado, Rui Costa (PT), comemorou, nesta terça-feira (10), o acordo feito para a Arena Fonte Nova sediar jogos do Vitória, que já é palco de partidas oficiais do principal rival, o Bahia.

“Algo que a gente sempre desejou. Um grande estádio pra atender as duas grandes torcidas da Bahia”, comentou, durante mais uma edição do Papo Correria, transmitida nas redes sociais de Rui.

“E também tem a oportunidade de outros clubes baianos continuarem jogando na Arena Fonte Nova”, completou.

Atenção: Ministério da Saúde divulga boletim epidemiológico sobre o sarampo

O Ministério da Saúde (MS), por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde, apresentou os dados referentes à Semana Epidemiológica (SE), período compreendido entre 9 de junho e 31 de agosto de 2019, 24ª e 35ª semanas respectivamente. O boletim também divulga as recomendações do MS para subsidiar as ações de vigilância, prevenção e controle do sarampo no país.

No período entre 9 de junho e 31 de agosto de 2019 foram confirmados laboratorialmente um total de 2.753 casos, em 13 Unidades da Federação com transmissão ativa. A maioria dos casos (98,3% – 2.708) estão concentrados em 82,5% (99) dos municípios do Estado de São Paulo, na região Sudeste do país. A incidência neste estado é de 23,4 casos por 100 mil habitantes.

Outro fator preocupante refere-se aos óbitos em decorrência da infecção. De acordo com a Secretaria de Vigilância em Saúde, foram confirmados quatro óbitos, três no estado de São Paulo e um no estado de Pernambuco. Três óbitos ocorreram em menores de um ano de idade e um em um indivíduo de 42 anos. Nenhuma das pessoas era vacinada contra o sarampo.

O MS realiza ações conjuntas para o enfretamento do surto da doença. O bloqueio vacinal seletivo deve ser realizado em até 72 horas em todos os contatos do caso suspeito durante a investigação. Até agosto deste ano foram distribuídas, para todos os estados, o total de 18.371.890 doses e o estoque total até 3 de setembro de 2019 era de 2.332.752 doses. O consumo médio mensal no Brasil é de 1,9 milhões de doses. Ademais, foram distribuídas 8,2 milhões de doses adicionais fora da rotina.

Distribuição da vacina – O MS monitorará somente os insumos armazenados em estoque nacional e aqueles repassados às secretarias estaduais. O órgão informa que as unidades de saúde dos municípios devem acessar ao sistema na data registrada na fonte da tabela. O plano para monitoramento da dispensação dos Estados às Secretarias Municipais ainda está em desenvolvimento.

Por sua vez, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) reforça as ações de conscientização e informa que a vacina contra o sarampo está disponível no serviço de rotina das Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A Vigilância Epidemiológica de Ilhéus ressalta que o município é um dos roteiros turísticos mais procurados do Brasil e por esse motivo é de suma importância que as pessoas se conscientizem e colaborem com a ação.

A atividade já imunizou funcionários, passageiros e transeuntes no aeroporto Jorge Amado e no Terminal Rodoviário de Ilhéus, além de funcionários da empresa OAS, responsável pela construção da ponte. A população com idades de 1 a 29 anos deve procurar as salas de imunização para receber as 2 doses da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola). Já as pessoas com idades de 30 a 49 anos, devem receber 1 dose da vacina tríplice viral. Os profissionais da saúde devem ser vacinados independentemente da idade.

As vacinas são seguras, contudo as contraindicações devem ser respeitadas mesmo em situações de surto de sarampo. Não devem receber a vacina contendo o componente do sarampo as gestantes, crianças menores de seis meses de idade e imunodeprimidos. O MS disponibilizará aos estados e ao Distrito Federal, cápsulas de Vitamina A na concentração de 50.000 UI, para casos suspeitos da doença em crianças menores de seis meses de idade.

Em virtude da fotossensibilidade da Vitamina A (palmito de retinol), o MS salienta ainda que os profissionais devem estar atentos às medidas de armazenamento, transporte e administração. Competirá aos estados o recebimento, armazenamento e distribuição aos respectivos municípios.

Recomendações do Ministério da Saúde – Reforçar as equipes de investigação de campo; fortalecer a capacidade dos sistemas de vigilância epidemiológica; produzir ampla divulgação midiática; estabelecer estratégias para implementações imediatas de ações nos casos importados de sarampo; entre outras. A vacina é a única medida preventiva eficaz contra o sarampo.

ILHÉUS: Assista ao vídeo do protesto no 7 de setembro em prol da saúde infantil

Um grupo de manifestantes que no dia 28 de agosto realizou ato em prol da saúde infantil, repetiram o movimento no desfile de 7 de setembro, na Avenida Soares Lopes, logo após o grito dos excluídos.

O grupo pediu resposta das autoridades públicas em relação aos 6 óbitos ocorridos no Hospital Vida Memorial em menos de 2 meses, além de cobrar uma UTI infantil em caráter de emergência, enquanto se constrói o hospital materno infantil, onde era o antigo Hospital Regional, no bairro da Conquista.

Os familiares não aceitam perder seus entes queridos sem ao menos um diagnóstico da causa, e afirmaram que este foi apenas o segundo manifesto e que só vão parar depois que tiver respostas e uma saúde de qualidade para as crianças. As famílias saíram às ruas, na chuva querendo uma solução na saúde .

Os manifestantes exigiram profissionais competentes no Hospital Vida Memorial e que se dediquem a profissão com compromisso e responsabilidade, cobraram mais equipamentos e citaram também que após o segundo manisfesto a secretaria de saúde ainda não procurou nenhum líder do grupo para explicar sobre os óbitos, que destruíram 6 famílias de Ilhéus.

ILHÉUS: Secretaria de Saúde repudia fake news

No último dia 30 de agosto, a Vigilância Sanitária, setor que faz parte da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), em parceria com o Setor de Posturas, órgão integrado à Superintendência de Indústria e Comércio (Sedic), realizou uma ação de orientação e educação com os diversos ambulantes vendedores de alimentos, instalados em alguns pontos da Avenida Soares Lopes, no centro.

O objetivo cumpriu instruir a categoria quanto aos direitos e deveres, em concordância das normativas referente aos seguimentos. A ação foi considerada positiva, sendo que a Sesau registrou grande número de comerciantes procurando o Setor de Vigilância para regularizar e buscar maiores informações sobre os assuntos que tratam desse objetivo.

“A medida implantada evita boatos sem fundamento”, concluíram os gestores. Boatos sobre PERSEGUIÇÃO DO GOVERNO comprovam a falta de conhecimento de causa sobre o assunto, e o pior: o desserviço à sociedade. Importante ressaltar que o setor mantém as portas abertas para receber a população, disponibilizando os serviços destinados à proteção e promoção da saúde.

Cabe ao setor de Vigilância Sanitária do município combater as causas dos efeitos nocivos gerados ou expostos ao consumidor, em razão de alguma distorção sanitária, na produção e na circulação de bens de consumo, ou na prestação de serviços de interesse à saúde. Diante disso, a Vigilância oferece orientações sobre manipulações de alimentos, controlando assim a prestação desses serviços.

ILHÉUS: União, justiça, paz e diversidade desfilam no 7 de Setembro

Passados 197 anos do fato, mais uma vez militares e civis se preparam para comemorar a data. Independência ou morte! Esta expressão faz parte dos livros de história e resume o dia 7 de Setembro de 1822, quando Dom Pedro I declarou a Independência do Brasil. Assim, na histórica cidade de Ilhéus, será realizado o Desfile da Independência, com início às 8h e término por volta das 11h. O tema escolhido para este ano é “União, justiça, paz e diversidade”.

O ato marca a valorização da cidadania, solidariedade, cooperação e do respeito através da inclusão social. Crianças, adolescentes e adultos atendidos ou apoiados por programas sociais, culturais e esportivos da Prefeitura serão destaques no desfile cívico e darão um brilho especial com a beleza da festa na avenida. Essas participações empolgam a plateia que costumam lotar as arquibancadas.

Conforme planejado pela Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), o desfile da Independência do Brasil em Ilhéus está dividido em militar, entidades, clubes de serviços, escolas particulares, escolas municipais do Campo, da Sede, também um grupamento formado pelas secretarias municipais e Controladoria-Geral do Município. Ao todo, mais de 3.500 pessoas desfilarão, entre militares, civis e estudantes.

Desfile – A abertura do desfile é feita pelos pracinhas da Força Expedicionária Brasileira (FEB), conhecidos como Ex-Combatentes do Brasil, que geralmente são homenageados pela participação na 2ª Guerra Mundial, seguido pelos pelotões da Marinha e seu grupamento motorizado; 18ª CSM – Circunscrição do Serviço Militar (Exército), acompanhados pela Banda da Polícia Militar; Colégio da Polícia Militar (CPM) Rômulo Galvão, com a própria banda.

Se apresentam ainda a Companhia Independente de Pelotão Especializado (CIPE-Cacaueira); 1º Pelotão Misto das 68ª/69ª/70ª Companhias Independentes da Polícia Militar; 2º Pelotão PETO (Pelotão Especial Tático Ostensivo); Rondesp; 5º Grupo de Bombeiros Militares e seu grupamento motorizado. A novidade para este ano é um grupamento motorizado do Presídio Ariston Cardoso.

Em seguida, o pelotão do SAMU; Guarda Civil Municipal (GCM) e Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade (Sutram), acompanhados dos grupamentos motorizados. Após, o segundo grupamento composto pelos dos Clubes de Serviços, com as seguintes representações: Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE); Associação de Apoio aos Portadores de Câncer (AAPC); Movimento Desperta Débora e Força Jovem Universal.

Desfilam ainda pela Avenida Soares Lopes, a Associação Leandro Ferreira de Taekwondo; Rotary Clube Ilhéus Jorge Amado; Interact Clube de Ilhéus Jorge Amado; Rotary Clube de Ilhéus; Lions Clube Ilhéus Centro; Lions Clube Ilhéus Pontal; Lions Clube Ilhéus Norte; Ordem Demoley; Fraternidades Femininas das Lojas; Lojas Maçônicas de Ilhéus e Satélite Esporte Clube Remo.

Escolas – O terceiro grupamento é formado pelo Educandário Siqueira; Escola Estadual Paulo Américo, que será acompanhada pela Fanfarra e a Escola Municipal Princesa Isabel. As escolas municipais de Castelo Novo, Banco Central, Santo Antônio, Sambaituba, Manoel Malaquias Reis, Nossa Senhora das Neves, Banco do Pedro e Projeto Sociocultural Arte e Dança integram o quarto grupamento.

As escolas municipais serão acompanhadas pela Fanfarra do Instituto Municipal Eusínio Lavigne (Faime). O desfile será encerrado com o quinto e último grupamento por representações da Controladoria-Geral do Município (CGM) e das secretarias municipais de Educação, Esporte e Lazer (Seduc); Desenvolvimento Social (SDS); Saúde (Sesau) e Serviços Urbanos (Secsurb). Desfilam nesse momento um grupamento motorizado de carros antigos.

SAÚDE: Saiba se segurar gases faz mal mesmo sendo sinais positivos

A presença de gases no intestino indica que a região está saudável e bem controlada por bactérias responsáveis por extrair energia e vitaminas dos alimentos que consumidos. Todo o processo melhora a função gastrointestinal, favorece o sistema imunológico e a saúde como um todo.

Mesmo sabendo que os gases intestinais são sinais positivos, não podemos negar que, muitas vezes, eles causam desconfortos físicos e até mesmo sociais, já que, quando estamos em público, precisamos nos controlar para evitar sua liberação. Diante deste cenário você pode se perguntar: segurar o pum faz mal para a saúde?

Segurar gases: o que acontece com o corpo?

Apesar de ser desagradável soltar pum em público, não é preciso ter vergonha deste movimento do seu organismo, já que isso é, na verdade, um sinal de que você é saudável.

Por outro lado, é importante saber que segurar os gases não resulta em problemas sérios.

Segurar o pum pode causar desconforto, dores e distensão abdominal, que consiste em um inchaço incomum e volume aumentado na região da barriga.

Os incômodos não são graves e tendem a desaparecer assim que você permite a liberação dos gases.

Diariamente, eliminamos gases entre 5 a 10 vezes ao dia e alguns alimentos são capazes de provocar mais gases do que outros, como feijão, produtos lácteos, batata-doce, aveia, nozes, soja e trigo.

Se você percebe aumento na produção de flatulências, talvez deva controlar ou minimizar o consumo de comidas destes grupos.

ILHÉUS: Prefeitura intensifica ações para controle da dengue no município

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), através da equipe da Coordenação de Combate às Endemias reforça as ações estratégicas para o controle do mosquito transmissor da dengue. No intuito de sensibilizar a comunidade, a equipe de Endemias está recolhendo pneus em terrenos baldios e nas ruas da cidade. Moradores estão em estado de alerta para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, pois entendem que a responsabilidade do lixo é de todos.

De acordo com coordenador de Endemias em Ilhéus, Roberto Reis, a retirada dos pneus espalhados nas vias públicas e terrenos baldios elimina os criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses (Dengue, Zika Vírus, Febre Chikungunya e Febre Amarela). Além do recolhimento, também é feito tratamento focal com o larvicida e tratamento perifocal com a equipe de Ultrabaixo Volume (UBV).

Os pneus são monitorados quinzenalmente pela equipe de Pontos Estratégicos (PE) e estão em um local coberto e protegido da chuva, no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). As equipes de combate às endemias também realizam bloqueios de casos notificados pela Vigilância Epidemiológica, conforme orientação e determinação da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Bahia e do Ministério da Saúde.

Começa em casa – O secretário de Saúde em Ilhéus, Geraldo Magela pede o apoio da população no sentido de evitar o surgimento de novos criadouros do mosquito transmissor das doenças. Entre as ações iniciais de combate estão: cobrir tanques e tonéis; evitar acúmulo de garrafas diversas, copos descartáveis, latas, pneus, dentre outros objetos expostos a céu aberto e que podem acumular água parada.

O coordenador Roberto Reis orienta a população que em caso de descarte irregular dos pneus em vias públicas e terrenos baldios, entre em contato com o DISQUE DENGUE, através do número (73) 3234-2031. A equipe de Endemias de Ilhéus realiza o trabalho de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 17h. Os terrenos baldios estão sendo fiscalizados e os proprietários notificados pela Prefeitura.

ILHÉUS: Projeto pedagógico Rimas e Sons se apresenta no TMI a partir desta quarta (4)

Se apresenta nos dias 4 e 5 de setembro (quarta e quinta-feira), no Teatro Municipal de Ilhéus (TMI), o Rimas e Sons, projeto pedagógico que envolve arte, literatura e muita diversão. O tema proposto para o evento é “Livros, mentes e guarda-chuvas somente servem se os abrirmos”. A programação cultural se inicia a partir das 8h.

Entre as temáticas, Ciranda e Brincadeiras Cantadas e Dançadas; Sarau Literário: semear leitura, florescer ideias com os escritores, Tatiana Belinky, Ziraldo, Ruth Rocha, Ana Maria Machado e Eva Furnari. A Poética do Espaço: instalações artísticas, com os artistas Goca Moreno, Osmundo Teixeira, Caribé e Mário Cravo Júnior.

Também, Leitores e Seguidores: poesia no insta, a literatura no nosso tempo, poesia, canção e feminismo: pluralidade do belo. Além da exposição, haverá também apresentações de palco e performances no calçadão. A programação, que tem o apoio do Colégio Vitória deve durar o dia todo, e deve atrair um público participante formada por crianças, jovens e adultos.

Jequié: Policlínica está com inscrições abertas para processo seletivo

A Secretaria da Saúde do Estado (SESAB) informa que as inscrições para o processo seletivo de preenchimento de vagas, sob regime celetista, no quadro de empregados da Policlínica de Saúde da Região de Jequié, estão abertas até 8 de setembro. As oportunidades são destinadas a médicos (em diversas especialidades), nutricionista e assistente social. O edital completo encontra-se disponível no site da Fundação de Apoio à Educação e Desenvolvimento Tecnológico Fundação CEFET BAHIA, no endereço: www.fundacaocefetbahia.org.br/policlinica/jequie/2019/selecao.asp.

A prova objetiva será realizada no próximo dia 22 de setembro, com horário de início previsto para as 9h (considerando o horário local), com duração de três horas, nos municípios de Jequié e Salvador, podendo ser aplicada, também, em cidades vizinhas a essas cidades municípios, caso o número de inscritos exceda a capacidade de alocação dos municípios. O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência mínima de uma hora para o início da sua aplicação, portando documento de identificação com foto, o cartão informativo de inscrição e o comprovante de pagamento da taxa de inscrição.

AMAZÔNIA: Investigações revelam quadrilhas e ganho milionário com desmate

POR: UOL

Corrupção, formação de quadrilha, trabalho escravo, violência, grilagem, roubo de madeira. O desmatamento ilegal da Amazônia se insere em um conjunto de crimes que vai muito além do ambiental e envolve custos – e ganhos – milionários. Investigações da força-tarefa Amazônia, do Ministério Público Federal, demonstram que há elaboradas organizações criminosas por trás do problema. Nesse processo, as queimadas são apenas a sua face mais visível.

“Não vou ignorar que existe sim o desmatamento da pobreza, que é para fins de subsistência, mas o que realmente dá volume, o desmatamento de grandes proporções, que é o objeto de preocupação, é outro. No sul do Amazonas vimos cortes de 200, 500, 1 mil hectares (cada hectare equivale a cerca de um campo de futebol) de uma só vez. E isso quem faz é o fazendeiro já com rebanho considerável que quer expandir para uma área que não é dele. É o grileiro que invade uma terra pública. Não tem nada a ver com pobreza”, disse ao jornal “O Estado de S. Paulo” o procurador Joel Bogo, no Amazonas. O custo para fazer um desmatamento desses é alto. Segundo ele, é de no mínimo R$ 800 por hectare, mas pode chegar a R$ 2 mil. “Depende das condições. Se tem muitas motosserras, por exemplo, ou se usa correntão.

Um trator esteira, para abrir os ramais (estradas), custa centenas de milhares de reais. Em um desmate no Acre de 180 hectares, o Ibama encontrou 35 pessoas trabalhando ao mesmo tempo. Em condições análogas à escravidão”, relata. Em pouco mais de um ano, o esforço da Procuradoria, que envolveu o trabalho de 15 procuradores em Amazonas, Rondônia, Amapá, Acre e Pará, resultou em seis operações com ações penais já ajuizadas. Só no Amazonas, 33 pessoas foram denunciadas criminalmente.

Alguns dos casos investigados pela força-tarefa envolvem altas somas nos mais variados crimes ambientais. Um caso é o de uma família denunciada por extrair ilegalmente ouro ao longo de quase dez anos em garimpo no Amapá. A Polícia Federal estimou que o grupo tenha lucrado cerca de R$ 19 milhões. Em outro caso, de extração de madeira na terra indígena Karipuna, em Rondônia, o dano ambiental foi calculado em mais de R$ 22 milhões. Nove pessoas e duas empresas foram denunciadas por invadir e lotear a terra indígena. Laudo da Polícia Federal descreveu grandes áreas desmatadas e construções sendo feitas para ocupação humana, sob a falsa promessa de regularização da área.

A operação descreve que o desmate no local saltou de 1.195,34 hectares (de 2016 a 2017) para 4.191,37 hectares no ano seguinte. Para Bogo, um dos casos mais exemplares foi o da Operação Ojuara, na qual o MPF denunciou 22 pessoas por corrupção, constituição de milícia privada, divulgação de informações sigilosas, lavagem de dinheiro e associação criminosa, em um processo que ocorria há anos no Acre e no Amazonas.

“Para levar a cabo o desmatamento e a grilagem (apropriação de terra pública e falsificação de documentos para, ilegalmente, tomar posse dessa terra), alguns fazendeiros tinham ramificação até em órgãos públicos”, diz Bogo. Segundo ele, havia crimes como falsidade em cartório e corrupção de servidor público. “Era um grupo organizado, que atuava até com georreferenciamento. Havia toda uma divisão de tarefas que leva à conclusão de que se tratava de crime feito de modo organizado.

” Grilagem

O desmate para especulação imobiliária é outra face do problema. A floresta é derrubada apenas para poder ser vendida. “Com floresta em pé, a terra vale pouco. O que valoriza é a derrubada. Área Área pronta para pasto é muito mais cara”, resume Bogo. Estudo publicado em junho na revista Environmental Research Letters mostra que grande parte dos lucros da grilagem se dá com estímulos da própria legislação. O trabalho avaliou o impacto de uma lei de 2017 que facilitou a regularização fundiária de terras da União ocupadas na Amazônia. A justificativa era dar título de terra para os mais pobres e reparar injustiças históricas com pessoas que ocuparam a região após chamado do governo federal na década de 1970 e nunca tiveram sua situação legalizada. Para ambientalistas, isso favoreceria grileiros.

“Além de usar a terra de graça por muitos anos, grileiros podem comprá-la por preços abaixo do mercado”, diz o pesquisador Paulo Barreto, da ONG Imazon, que conduziu o estudo. O trabalho avaliou perdas de receita que poderiam ocorrer com 32.490 terrenos – que somam 8,6 milhões de hectares -, e já estão no processo de receber o título de terra. “A perda de curto prazo varia de US$ 5 bilhões (cerca de R$ 20,7 bilhões) a US$ 8 bilhões (R$ 33,2 bilhões)”, calcula. Isso tem potencial de aumentar ainda mais o desmate, acrescenta, uma vez que estimula ocupações futuras com a esperança de regularizar a posse. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.









web