Em francês a palavra vinagre significa vinho azedo. E é bem isso mesmo. Para se fazer o vinho a fruta é esmagada e fermentada com a ajuda de um fungo, tradicionalmente, a levedura. Desse processo se obtém o álcool.

Com a ajuda de uma bactéria, o álcool é transformado em ácido acético e o vinho se torna vinagre. E não é só isso. O de maçã contém uma dezena de ácidos, cada um com uma capacidade diferente de beneficiar o organismo, como foi reportado em uma análise científica de 2014.

Combate tumores

Um estudo de 2007 apresenta uma propriedade presente neste tipo de vinagre capaz de combater e até retardar o desenvolvimento de tumores cancerígenos. A cadeia de tamanho médio de alpha-glicano foi capaz de demonstrar essas capacidades em experimentos com ratos de laboratório.

Ajuda a reduzir os níveis de glicose sanguínea

Vários estudos mostram esta qualidade do vinagre de maçã, e toma-lo antes das refeições com grandes quantidades de carboidrato pode aumentar a sensibilidade à insulina de 19 até 34%. Outro estudo demonstrou que toma-lo antes de comer 50 gramas de pão branco diminui em 34% a sensibilidade insulínica.